Banner

Você está aqui:Home/1ºROUND MAGAZINE/Mostrando itens por tag: mma
A+ R A-
Mostrando itens por tag: mma

A joelhada voadora de Felipe Efrain sobre Nawras Abzakh, que fechou o card preliminar do Brave 9: The Kingdom of Champions da última sexta-feira (17), rendeu ao brasileiro um bônus de performance dado diretamente por Sua Alteza Sheikh Khalid bin Hamad Al Khalifa.

É o segundo bônus do peso galo em duas lutas pelo Brave - ele já havia sido agraciado com o prêmio em sua estreia pela promoção, no Brave 3, em março, quando nocauteou o ex-UFC Walel Watson com um soco no fígado. Com nova vitória, Efrain se coloca entre os principais nomes da divisão até 61 kg., que teve seu primeiro campeão coroado também no Brave 9 - Stephen Loman nocauteou Gurdarshan Mangat e ganhou o cinturão inaugural da categoria.

E por falar em "The Sniper", a performance do filipino, que deu dois knockdowns em Mangat, obrigando o árbitro a interromper a luta de título ainda no primeiro round, também lhe rendeu um bônus. Além de Loman e Efrain, o egípcio Ahmed Amir, que superou Erik Carlsson na decisão, e Abdul-Kareem Al-Selwady, pelo nocaute sobre o brasileiro Erick "Índio Brabo", também ganharam um cheque extra por suas performances.

Como não houve finalizações no evento, a organização do Brave Combat Federation preferiu dar quatro bônus de performance, ao invés de dividir os prêmios em nocaute, finalização e luta da noite.

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

 

Apesar da noite ter sido histórica para o MMA no Oriente Médio, o Brave 9: The Kingdom of Champions não teve bons resultados para os brasileiros envolvidos. Apenas um dos quatro lutadores em ação venceu sua luta: o peso galo Felipe Efrain dominou Nawras Abzakh e nocauteou o adversário com uma linda joelhada voadora. Gesias Cavalcante, Erick Índio Brabo e Michael Deiga-Scheck foram nocauteados por Alan Omer, Abdul-Kareem Al-Selwady e Frans Mlambo, respectivamente.

Nas duas lutas principais do evento, a organização coroou dois novos campeões. Pelo peso galo, o filipino Stephen Loman mostrou excelentes e rápidas mãos e nocauteou o favorito Gurdarshan Mangat. Na luta principal, Ottman Azaitar nocauteou o mexicano Alejandro "Pato" Martínez com um chute frontal no estômago após castigá-lo durante três rounds.

Efrain encanta com joelhada voadora

Em um evento recheado de nocautes - foram 10 em 15 lutas -, o brasileiro Felipe Efrain conquistou uma das vitórias mais brilhantes da noite. Produto da Chute Boxe Diego Lima, o peso galo mostrou todo seu muay thai contra o grappler Abzakh, que não conseguiu colocar o adversário para baixo e tomou muitos golpes duros, principalmente ganchos de esquerda.

Porém, foi a joelhada que apagou Nawras. Após ensaiar com joelhos voadores em algumas oportunidades durante o primeiro round, Efrain aproveitou que o assalto estava nos segundos finais para tentar mais uma vez. Desta vez, a joelhada conectou e deixou Abzakh apagado.

Novos campeões

Na luta co-principal da noite, os pesos galos Gurdarshan Mangat e Stephen Loman buscavam fazer história no peso galo. Melhor para o filipino Loman, que mostrou impressionante rapidez com as mãos, conseguiu resistir aos chutes potentes de "St. Lion" e liquidou a fatura ainda no round inicial, com dois knockdowns que obrigaram o árbitro a interromper o duelo.

No peso leve, Ottman Azaitar mostrou todo seu arsenal ofensivo em pé e melhorias no wrestling e jiu-jitsu defensivos para se tornar o primeiro campeão da categoria no Brave. O marroquino foi testado no chão por Alejandro "Pato" Martínez, mas sobreviveu às tentativas de finalização do ex-TUF América Latina e fechou o show no terceiro round com um lindo chute frontal no estômago de Martínez, que chegou a bater em desistência antes da luta ser interrompida.

Resultados Brave 9: The Kingdom of Champions

Card principal:

Luta de título peso leve: Ottman Azaitar venceu Alejandro Martínez por nocaute técnico - Round 3
Luta de título peso galo: Stephen Loman venceu Gurdarshan Mangat por nocaute técnico - Round 1
Peso meio-médio: Jarrah Al Selawe venceu Carl Booth por decisão unânime
Peso leve: Alan Omer venceu Gesias Cavalcante por nocaute técnico  - Round 3
Peso leve: Abdul-Kareem Al-Selwady venceu Erick "Índio Brabo" por nocaute técnico - Round 2
Peso meio-médio: Mohammad Fakhreddine e Tahar Hadbi terminou sem resultado (golpe baixo acidental)
Peso galo: Hamza Kooheji venceu Mohammad Farhad por decisão unânime

Card preliminar:

Peso galo: Felipe Efrain venceu Nawras Abzakh por nocaute técnico - Round 1
Peso leve: Ahmed Amir venceu Erik Carlsson por decisão dividida
Peso galo: Frans Mlambo venceu Michael Deiga-Scheck por nocaute técnico - Round 1
Peso médio: Ikram Aliskerov venceu Jeremy Smith por nocaute técnico - Round 1
Peso casado: Hardeep Rai venceu Sam Patterson por nocaute técnico - Round 1
Peso leve: Charlie Leary venceu Daniele Scatizzi por nocaute técnico - Round 3
Peso galo: Jalal Al Daaja venceu Jeremy Pacatiw por nocaute técnico - Round 1
Peso palha: Haider Farman venceu Atif Mohammed por decisão unânime

 

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

Com o conceito de reunir as "belas" e as "feras", o Panthers and Fight Night realizará a sua primeira edição dia 25 de novembro (sábado) no Rio de Janeiro e o palco do show será a Arena Multiuso da Academia Rio Sport Center, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da Cidade Maravilhosa. O evento contará com grandes duelos de artes marciais mistas, sendo duas disputas de cinturão, além da grande final do Concurso Musas do MMA.

O card do Panthers and Fight Night terá 10 lutas profissionais, sendo duas disputas de cinturão. Na atração principal da noite, o ex- TUF Brasil 2, Marcio Pedra enfrenta Jeferson "Mão de Pedra" Fonseca para ver quem será o campeão dos meio-médios (até 77kg).

No co-evento, o campeão do Shooto Brasil, Luan Danger e Danver Two Two disputam o cinturão do peso-mosca (até 57kg).

Além dos combates, o Panthers and Fight Night realizará a final do concurso Musas do MMA 2017 que contará com lindas mulheres. No total serão oito candidatas (Raquel Gonze, Day Dias, Hanielle Kimberly, Cassia Figueiredo, Wisnance Reis, Kamilla Dias, Jamila Sandora e Amanda Menezes) que competem em duplas. A cada combate duas concorrentes entram no cage como ring girls e a melhor avança para a próxima fase. As vencedoras serão escolhidas através de votação pela internet.

Para um dos organizadores do evento, Celso Leonardo, a primeira edição vem para marcar, já que levará para o público grandes combates e mulheres bonitas.

"O PFN vem com a missão de misturar o concurso de mulheres bonitas e os combates de MMA. As musas serão as ring girls e disputam a final em sistema de mata-mata, a vencedora será escolhida pelo público através da internet. A cada luta elas vão avançando de fase até a final onde será definida quem será a vencedora do concurso. Estamos colocando tudo que os amantes do MMA gostam, lutas fortes, atletas duros, duelos bem equilibrados e belas mulheres", disse.

O Panthers and Fight Night é uma realização MMA Experience, terá início as 18 horas e a partir das 20hs inicia-se a  transmissão do Canal Combate.

Confira o card do Panthers and Fight Night

Até 77kg - Jeferson "Mão de Pedra" Fonseca (BTF) vs Marcio Pedra (TFT) - disputa de cinturão

Até 57kg - Luan Danger (BPT) vs Danver Two Two (Team New Corpore) - disputa de cinturão

Até 80kg - Dailon (Warriors Thai) vs Lucas Fernando (Rizzo RVT)

Até 84kg - João Maranhão (TFT) vs Cemey dos Santos (BPT)

Até 70kg - Aledio Ferreira (Team New Corpore) vs Renan Costa (TFT)

Até 66kg - Sandro China (Team New Corpore) vs Jaconias Knonny da Viradão (Guerreiros Team Hard)

Até 61kg - Aleandro Caetano (PRVT) vs Luís Carlos "Pará" (BPT)

Até 61kg - Pedro Paulo PQD (Team New Corpore) vs Cosme Soares Baiano (War Machine)

Até 52kg - Hugo Gota (Baixinho Team) vs Wernick Dinamite (BPT)

Até 52kg - Tina Silva (War Machine) vs Kakau Costa (PRVT)

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

O New Corpore Extreme realizará no próximo dia 25 de novembro a sua 20ª edição e o palco será a tradicional Arena NCE, em Irajá, na Zona Norte do Rio de Janeiro. O evento contará com um card repleto de boas atrações com direito a duas disputas de cinturão no MMA profissional, além de lutas amadoras de MMA, Muay Thai e Submission.

Durante o dia a edição contará com duelos amadores de MMA, Muay Thai e Submission. A noite será a vez dos profissionais entrarem em ação e a atração principal da 20ª edição será a disputa do cinturão peso-pena (até 66kg), onde a atual campeã Ana Costa defende seu título contra Gisele Barbosa.

Na outra disputa de cinturão da noite, José Carlos e Daniel Pica-Pau se enfrentam para ver quem será o campeão peso-palha (até 52kg). No co-evento principal, Wesley "7 vidas" Targino enfrenta Davi Magliano.

Para o presidente da organização, Renato Dominguez a edição é especial por ser a vigésima do NCE, que vem crescendo no cenário nacional e acredita que está no caminho certo de dar chances a novos talentos.

"Esse evento tem tudo para ser especial já que é o nosso vigésimo e está sendo muito bem falado. A edição está bem compacta e estamos dando uma investida nas lutas femininas na categoria 66 que está ficando bem expoente no Brasil devido a criação dessa categoria no UFC. Estamos mantendo a pegada do evento com Submission, Muay Thai, MMA para buscar novos talentos. Estamos mantendo a marca de fazer um evento por mês durante o ano todo e esse ano tivemos meses que fizemos dois eventos e graças a Deus estamos fechando bem 2017", disse.

Confira o card do NCE 20 - Ediçao Especial

Até 66kg - Ana Costa (Team New Corpore) x Gisele Barbosa (Nova União) - disputa de cinturão

Até 61kg - Wesley "7 vidas" Targino (Team New Corpore) x Davi Magliano (Team Almeida Bross)

Até 52kg - José Carlos ( Pr1mera Fight) x Daniel "PicaPau" Silva (Team Almeida Bros) - disputa de cinturão

Até 93kg - Carlos "Monstrão da Roça" (Game Fight) x Wesley de Souza (Baixinho Team)

Até 77kg - Andrey Augusto (Team New Corpore) x Douglas Mosaico (X-Gym)

Até 120kg- William "Buiu" Santos (Game Fight) x Diego Calmon (Equipe Fernando Caçador)

Até 61kg - William Valentim (Forja V2) x Elizeu Batore (NC Fusion)

Até 77kg - Franco "León" Di Vincenzo (Equipo Leon Team) x Wagner Oliveira (Game Fight)

Até 70kg - Cauatã Samuel (Team New Corpore) x Mailson Alves (Kromos College)

Até 70kg - Pedro Athaide "Jack" (Hebrom Fight) x Luan Gustavo (Equipe RMT)

Até 77kg - Dailon Farias (Warison Thai) x aguardando adversário

Até 66kg - Jaciel Lima (Team New Corpore) x aguardando adversário

Até 61kg - Ronaldo Jacaré (Team New Corpore) x aguardando adversário

Até 70kg - Hugo Bilac (Wariston Thai ) x aguardando adversário

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

O jovem de apenas 20 anos Rodrigo Alves pedala 28 Km por dia. “Caiçara”, como é conhecido, não é ciclista, é atleta de MMA e a bicicleta é seu meio de transporte para o trabalho de estoquista de uma rede de supermercado e para ir para o treino. Representante da equipe MangueBoy em Colombo, região metropolitana de Curitiba, estreou no MMA profissional no último dia 11 de novembro, na sétima edição do Imortal FC e fez uma das melhores lutas da noite, vencendo na decisão unânime o atleta Onofre Felipe de Oliveira, após vários revezes durante a luta, chegando a ser quase apagado em uma guilhotina.


Filho de pedreiro e de uma faxineira, Rodrigo Caiçara treina com o campeão mundial de Muay Thai Emerson “Bruce Lee” Olimpio, Edmundo Coleto, Alex “MangueBoy” e seus companheiros de treinamento são Leandro “Light”, Valker, Felipe Orfeu e Eduardo “Big Head”.

Foram 11 lutas amadoras, sendo sete vitórias e quatro derrotas no cartel para enfim ingressar com vitória no profissional:

“Foi um sonho realizado. Sempre quis estrear em um evento desse porte, do tamanho do Imortal FC. A torcida foi maravilhosa e vibrante. Depois que escapei de uma guilhotina encaixada, senti-me mais confiante e fui pra cima. Ter os braços levantados ao final do combate foi uma sensação inexplicável, a melhor sensação do mundo”, comenta Caiçara.

Mas Rodrigo Caiçara, há cinco anos atrás, nem sabia o que era luta. Seu sonho era ingressar no Exército, mas não passou no teste e acabou em um projeto social de sua região. Gostou tanto que não saiu mais. Em 2016, participou de um evento do seu primeiro professor, onde protagonizou uma espécie de “Davi vs. Golias”, conforme conta o atleta:

“Ano passado participei de um evento onde misturava lutas e rodeio. De um lado, homens caçavam touros, do outro havia lutas de MMA. Enfrentei um cara de 90 Kg que era acostumado a derrubar touro. Finalizei com uma guilhotina e a galera foi ao delírio”.

Para o head-coach Alex MangueBoy, seu pupilo é o sonho de todo treinador, e comenta a garra durante o camp e no combate:

“O Caiçara pegou uma gripe forte durante na fase final do treinamento que por pouco não tivemos que cancelar a participação dele nesse card. Mas ele é um lutador que todo professor gostaria de ter. Muito disciplinado, não falta os treinos, na segunda-feira pós Imortal ele já estava na academia treinando. Pra ser campeão você precisa saber o que o que é sofrimento e não tem cara mais sofrido do que o Caiçara. E ele estava com a cabeça muito boa, e isso faz toda a diferença na hora da luta”.

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

O Brave 9: The Kingdom of Champions perdeu uma de suas lutas de título após o desafiante ao cinturão peso pena Lucas Mineiro ter passado mal durante o corte de peso. Com isso, sua luta contra o campeão Elias Boudegzdame foi cancelada. O evento, marcado para esta sexta-feira (17), segue com outros quatro brasileiros: o lendário Gesias Cavalcante estreia pela promoção contra Alan Omer; Erick Índio Brabo duela contra o perigoso jordaniano Abdul-Kareem Al-Selwady, enquanto Felipe Efrain pega Nawras Abzakh e Michael Deiga-Scheck mede forças com Frans Mlambo. O duelo entre Efrain e Abzakh agora fará parte do card principal do show.

Através de suas redes sociais, Mineiro explicou seus problemas com o corte de peso, dizendo que seu corpo não respondia mais e ele decidiu, junto a seu time, interromper o processo, visando seu bem-estar.

"Comunicado: para todo o pessoal que estava esperando a minha luta de amanhã aviso que a todos que não vai acontecer. Infelizmente passei mal poucos horas antes da pesagem faltando apenas 2 kilos para bater o peso. tenho mais de 30 lutas e sempre fiz meu compromisso com a balança, já lutei até de peso galo 61 kilos, mas desta vez fui ao meu limite no corpo, não sou de fazer MIMIMI mas desta vez o meu corpo já não estava respondendo, falta de ar, dores no corpo, tonturas foi alguns dos motivos que me faz com que minha equipe e eu decidimos parar o corte de peso, pois ja não enxergava mais nada em minha frente. Peço desculpas a todos por não lutar eu estou em meu melhor momento como atleta e com a certeza que o cinturão seria nosso", comentou Mineiro.

Após pedir desculpas aos fãs, o brasileiro fez questão de se desculpar com o evento e também com seu adversário, o franco-argelino Boudegzdame, e prometeu voltar em breve para buscar o cinturão. Por fim, Mineiro agradeceu ao apoio de sua equipe.

"Também peço desculpas ao meu adversário, Elias Boudegzdame, pois ele cumpriu seu compromisso com a balança e estava esperando por essa luta, assim como eu. Desculpas a todos do Brave, ao presidente Mohammad Shahid, e ao dono do evento, Sua Alteza Sheikh Khalid. A luta não acontecerá mas vamos remarcar e tenham certeza que estarei lá como sempre fiz em meus compromissos! Obrigado meu time que estava aqui em meu lado tempo todo, Caio Franco, Alexandre Correa, Diego Lima e Allan Puro Osso! Agradeço a toda minha família e meus alunos. Eu amo vocês e quero ter saúde para continuar fazendo o que amo por vocês e por isso não continuei. A todos meus patrocinadores o meu muito obrigado pelo suporte de sempre! Apenas adiamos um pouco nosso sonho, mas vai ser por pouco tempo. Logo mais estarei de volta lutando pelo título!

Além dos quatro brasileiros, o Brave 9 também contará com duas disputas de cinturão. O indo-canadense Gurdarshan Mangat mede forças com o filipino Stephen Loman pelo título inaugural do peso galo, enquanto os leves Alejandro Martínez e Ottman Azaitar se enfrentam pelo primeiro cinturão da categoria.

O Brave 9: The Kingdom of Champions marca o retorno da promoção ao Bahrein após um ano. Durante 2017, o Brave Combat Federation expandiu suas operações organizando grandes eventos em países como Brasil (duas vezes), México, Cazaquistão, Índia e Emirados Árabes Unidos. O Brave 9 será a grande atração da International Combat Week, junto ao Campeonato Mundial de MMA  amador da IMMAF, sob a patronagem de Sua Alteza Sheikh Nasser bin Hamad Al Khalifa.

Veja o card do Brave 9: The Kingdom of Champions:

Card principal

Peso leve: Ottman Azaitar x Alejandro Martínez (pelo título inaugural)
Peso galo: Gurdarshan Mangat x Stephen Loman (pelo título inaugural)
Peso meio-médio: Jarrah Al Selawe x Carl Booth
Peso leve: Gesias Cavalcante x Alan Omer
Peso leve:  Erick "Índio Brabo" x Abdul-Kareem Al-Selwady
Peso meio-médio: Mohammad Fakhreddine x Tahar Hadbi
Peso galo: Felipe Efrain x Nawras Abzakh

Card preliminar

Peso galo: Mohammad Farhad x Hamza Kooheji
Peso leve: Ahmed Amir x Erik Carlsson
Peso galo: Frans Mlambo x Michael Deiga-Scheck
Peso médio: Jeremy Smith x Ikram Aliskerov
Peso casado: Hardeep Rai x Sam Patterson
Peso leve: Charlie Leary x Daniele Scatizzi
Peso galo: Jeremy Pacatiw x Jalal Al Daaja
Peso palha: Atif Mohammed x Haider Farman

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

O Treino Aberto do Brave 9: The Kingdom of Champions foi recheado de grandes momentos, com 16 atletas mostrando aos fãs presentes um pouco de suas habilidades no Shopping The Avenue, em Manama, no Bahrein. Com a presença de Sua Alteza Sheikh Khaled bin Hamad Al Khalifa, que fez questão de cumprimentar todos os lutadores que se apresentaram, o destaque ficou por conta do veterano e pioneiro Gesias Cavalcante. O príncipe do Bahrein foi festejado e tietado pelos próprios atletas.

O brasileiro fará sua estreia no Brave diante do ex-lutador do UFC Alan Omer e, ao invés de encará-lo, como de praxe, acabou fimando o alemão com seu celular, arrancando risadas dos fãs presentes e irritando seu adversário.

Curiosamente, antes da encarada, Omer já havia se envolvido em outro momento inusitado, quando derrubou seu treinador do palco durante uma sequência de socos e chutes.

Outro momento tenso se deu entre os meio-médios Jarrah Al-Selawe e Carl Booth. Os dois farão uma revanche de um duelo ocorrido há três anos, vencido em apenas 30 segundos por Booth. Al-Selawe provocou seu rival e algoz e o empurrou.

No total, três dos cinco brasileiros que atuarão no Brave 9 estiveram em ação nos treinos abertos. Além de Gesias, o peso leve Erick Índio Brabo, que enfrenta Abdul-Kareem Al-Selwady, e Lucas Mineiro, que disputa o cinturão peso pena de Elias Boudegzdame, também estiveram frente a frente com seus adversários e ambos mostraram seriedade nas encaradas.

O Brave 9: The Kingdom of Champions marca o retorno da promoção ao Bahrein após um ano. Durante 2017, o Brave Combat Federation expandiu suas operações organizando grandes eventos em países como Brasil (duas vezes), México, Cazaquistão, Índia e Emirados Árabes Unidos. O Brave 9 será a grande atração da International Combat Week, junto ao Campeonato Mundial de MMA  amador da IMMAF, sob a patronagem de Sua Alteza Sheikh Nasser bin Hamad Al Khalifa.

Veja o card do Brave 9: The Kingdom of Champions:

Card principal

Peso leve: Ottman Azaitar x Alejandro Martínez (pelo título inaugural)
Peso pena: Elias Boudegzdame (campeão) x Lucas Mineiro
Peso galo: Gurdarshan Mangat x Stephen Loman (pelo título inaugural)
Peso meio-médio: Jarrah Al Selawe x Carl Booth
Peso leve: Gesias Cavalcante x Alan Omer
Peso leve:  Erick "Índio Brabo" x Abdul-Kareem Al-Selwady
Peso meio-médio: Mohammad Fakhreddine x Tahar Hadbi

Card preliminar

Peso galo: Mohammad Farhad x Hamza Kooheji
Peso galo: Felipe Efrain x Nawras Abzakh
Peso leve: Ahmed Amir x Erik Carlsson
Peso galo: Frans Mlambo x Michael Deiga-Scheck
Peso médio: Jeremy Smith x Ikram Aliskerov
Peso casado: Hardeep Rai x Sam Patterson
Peso leve: Charlie Leary x Daniele Scatizzi
Peso galo: Jeremy Pacatiw x Jalal Al Daaja
Peso palha: Atif Mohammed x Haider Farman

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

Luiz Vitor Rocha, aos 28 anos, estreia nesta sexta-feira, dia 17 de novembro, no Bellator que acontece em Israel e enfrenta o atleta da casa Shay Almog. Praticante de Karatê desde 1996, “Luizito” é faixa-preta titular da seleção brasileira na categoria até 75 Kg e coleciona títulos pan-americanos, sul-brasileiro, nacional e da Liga Mundial.

Conhecido como “James Bond brasileiro” e natural do Rio Grande do Norte, iniciou os treinos de MMA em 2014 na Pitbull Brothers em Natal, equipe liderada pelos irmãos Patrício e Patricky Pitbull, ambos atletas do Bellator e já tem três vitórias e uma derrota na carreira.

Luizito está confiante para essa estreia: “Essa é a chance de mostrar meu trabalho para fechar um contrato definitivo. Vou para nocautear e impressionar a todos”.

O karateca comenta a respeito de sua transição para o MMA e sobre a expectativa de estar em um dos maiores eventos do mundo:

“Sensação de responsabilidade representar meu país lutando contra um atleta da casa. Me sinto honrado em estar aqui representando também a minha equipe. A migração aconteceu de forma natural, eu sempre busquei desafios e resolvi me arriscar no MMA. No início eu apenas iria ajudar o líder Patrício Pitbull na parte de Karatê, mas ao conhecer a modalidade, me interessei por lutar e parti pra essa”.

O atleta mostra como consegue conciliar os treinos de MMA com os do Karatê:

“A conciliação se dá por três pilares, primeiramente muito estudo, para analisar a melhor forma de me manter em alto nível em dois esportes. Segundo a liberdade que a minha equipe me dá. Eles me dão total liberdade para usar meu estilo no dia-a-dia nos treinos. Com esses dois fatores eu estou conseguindo achar maneiras de praticar o Karatê. Já  fortalecer meu MMA treinando Karatê vem sendo meu maior desafio, mas vêm dando certo, os resultados falam por si só. Em terceiro muita dedicação, não tiro férias há anos, quando não tenho luta marcada de MMA, tenho campeonatos de Karatê, então estou sempre treinando em alto nível”.

 

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

O Curitiba Fight Pro divulga nesta segunda-feira os atletas do Grand Prix de Muay Thai na categoria 70 Kg, GP este que será disputado com luvas de MMA, uma novidade nos eventos nacionais. Gion Michel, da equipe Gile Ribeiro, César Augusto "Cowboy", da Lions MMA, Cleberson "Shiuaua", da equipe Motta e Rogério Allany, da Muay Thai Brasil.

A quinta edição do evento que é produzido por Diego Marlon acontece no dia 16 de dezembro em Curitiba. Outros combates serão anunciados nas próximas semanas.

CURITIBA FIGHT PRO 5
Sábado, 16 de dezembro de 2017
Academia Striker´s House - Curitiba / PR

MMA PROFISSIONAL:

61 Kg: Luan Almeida "Luanzinho" vs. João Elias "Alicate"
57 Kg: Wágner Lima vs. Rogério Bontorin
57 Kg: Rangel Santos vs. Hélio "Sabotagem"
77 Kg: Davi Cuman vs. Alan Cardoso

KICKBOXING PROFISSIONAL:

52 Kg: Ketny "Arlequinha" vs. Juliana Cristina

GP Muay Thai 70 Kg:

Gion Michel
César Augusto "Cowboy" 
Cleberson "Shiuaua"
Rogério Allany

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

Com grandes duelos e quatro disputas de cinturão, a sexta edição do XForce cumpriu a promessa de agitar a cidade de Macaé, na Região Norte Fluminense do Rio de Janeiro, e o público que compareceu no último sábado (11) ao Ginásio Juquinha pode assistir a um verdadeiro show de nocautes e finalizações. Na luta principal da noite, Lincon de Sá se manteve como campeão peso-mosca (até 57kg) ao finalizar Lucas Oliveira no final do primeiro round. Os outros campeões da noite foram: Ítalo Gomes nos penas (até 66kg), Thiago Big Monster entre os pesados (até 120kg) e Matheus Capoeira nos meio-médios (até 77kg).

Lincon de Sá entrou em ação na luta principal do XForce 6 para defender o cinturão peso mosca e teve pela frente Lucas Oliveira. A maior parte do duelo aconteceu no solo, onde os dois lutadores mostraram muita força no chão. Por baixo, Luquinhas tentou a finalização, enquanto o campeão se defendia. O confronto vinha bastante equilibrado, mas Lincon conseguiu a montada e no ground and pound aplicou um forte soco que fez Lucas sentir. Ciente de que estava no melhor momento, Lincon aproveitou e encaixou um belo katagatame que obrigou o desafiante a dar os três tapinhas de desistência.

"Quero agradecer a todos da minha equipe, fiz um ótimo camp, me preparei forte para o evento já que era minha defesa de cinturão, pois a verdade é que a gente só conhece um campeão quando ele defende o cinturão pelo menos uma vez e eu fui lá e cumpri. Espero voltar mais forte da próxima vez e se Deus quiser, ao invés de finalizar, vou sair com nocaute e principalmente em cima desse que cara que me desafiou depois da luta. Quero agradecer a cidade de Macaé e todos que vieram me prestigiar. Meu adversário era muito forte e veio para tentar me finalizar, mas eles se esquecem que sou faixa preta, o objetivo dele era me finalizar, todo mundo falou que ele iria me finalizar, mas foi ele que acabou finalizado. Quem quiser pegar meu cinturão vai ter que trabalhar muito duro", disse Lincon de Sá.

Em duelo equilibrado, Ítalo Gomes vence Renan Leal e conquista o cinturão dos penas

No co-evento principal estava em jogo o cinturão dos penas que estava vago desde que o antigo detentor Gabriel Oliveira foi contratado pelo evento japonês Rizin, mas somente Ítalo Gomes poderia conquistar já que Renan Leal não conseguiu bater o peso. Mesmo sabendo que não poderia se sagrar campeão, Renan não quis saber de deixar Ítalo levar o cinturão para casa e travou uma grande batalha. O confronto foi bastante equilibrado, mas após três rounds, Ítalo Gomes levou vantagem e conquistou o título da divisão.

"Foi uma batalha, uma guerra e eu não esperava nada diferente disso, então a gente procurou fazer o trabalho certo, buscando o jogo de chão e o ground and pound. Queria agradecer essa vitória a minha equipe e também ao meu adversário que aceitou a luta em cima da hora, mas mesmo assim foi uma grande batalha. Mesmo sabendo que ele não podia conquistar o cinturão, já que não bateu o peso, eu sabia que ele vinha com tudo para cima de mim, então eu tinha que manter a calma para fazer uma boa luta. Foi muito legal conquistar o cinturão que foi de um atleta que agora luta lá fora, então agora vou me preparar para manter comigo", disse.

No duelo de pesados, Thiago Big Monster nocauteia Wanderson Samurai no início do segundo round

Thiago Big Monster e Wanderson Samurai subiram no cage em busca do cinturão dos pesados. Os dois atletas começaram o combate com muito estudo, enquanto Samurai se movimentava e tentava alguns golpes, Big Monster procurava o melhor momento para atacar. Parecia que o confronto iria acabar ainda no fim do primeiro round quando Wanderson acertou um belo soco que fez o lutador da IFTeam balançar, mas o gongo soou. Thiago foi para o intervalo com um ferimento no rosto. Os médicos analisaram e decidiram manter o atleta na luta. Liberado, Thiago Big Monster não quis saber de prolongar a luta e conectou um belo soco que fez Wanderson Samurai cair logo aos 25 segundos. No chão, Big Monster ainda aplicou alguns golpes até o árbitro Lenílson Tenório interromper.

Ao som do berimbau, Matheus Capoeira nocauteia Jairo Ribeiro em apenas 25 segundos

A primeira disputa de cinturão da noite colocou frente a frente Matheus Capoeira e Jairo Ribeiro. Em homenagem ao apelido, Matheus fez sua entrada ao som do berimbau que levantou o público. Na hora do combate o atleta da NC Fusion precisou de apenas 25 segundos para nocautear Jairo Ribeiro.

Além das disputas de cinturão, os destaques do card principal foram os nocautes de Wylson Monteiro sobre Paulo Roberto e Charles Lee sobre Ricardo Bombinha.

Os atletas amadores foram os responsáveis pela abertura da noite de lutas do XForce 6 e o principal destaque foi a finalização relâmpago de Daniel Borges que precisou de apenas 29 segundos para obrigar Matheus Macieira a dar os três tapinhas de desistência ao encaixar uma guilhotina. A outra finalização veio com Elizeu Batoré que também encaixou uma guilhotina para finalizar Elison Samuray.

MC Serginho anima a galera

Enquanto aguardava o intervalo entre o card amador e profissional, MC Serginho foi responsável por animar o público. O funkeiro cantou sucessos de sua carreira como "Éguinha Pocotó" e "Vai Serginho" entre outros, além de mostrar muita irreverência e carisma.

Confira os resultados do XForce MMA 6

MMA PROFISSIONAL

Até 57kg – Lincon de Sá (Gracie Barra Paulo Rambinho) venceu Lucas Oliveira "Luquinhas" (ABJJ/Strike MMA) por finalização aos 4:39 do primeiro round - Árbitro: Lenílson Tenório - disputa de cinturão

Até 66kg – Ítalo Gomes (Malafaia Team) venceu Renan Leal (Gracie Barra Paulo Rambinho) por decisão unânime (triplo 30x27) - Árbitro: Johil de Oliveira - disputa de cinturão

Até 120kg- Thiago Big Monster (IFTeam) venceu Wanderson Samurai (Team Base/SST) por nocaute técnico (socos) aos 20 segundos do segundo round - Árbitro: Lenílson Tenório - disputa de cinturão

Até 77kg – Matheus Capoeira (NC Fusion) venceu Jairo Ribeiro (Arena Champs) por nocaute técnico (socos) aos 25 segundos - Árbitro: Johil de Oliveira - disputa de cinturão

Até 66kg – Wylson Monteiro (CT Rodolfo Buda) venceu Paulo Roberto (Relma Combat) por nocaute técnico (socos) aos 4:57 do primeiro round - Árbitro: Lenílson Tenório

Até 57kg – Charles Lee (Arena Champs) venceu Ricardo Bombinha (Gracie Barra Paulo Rambinho) por nocaute técnico (chutes) aos 3:21 do segundo round - Árbitro: Johil de Oliveira

MMA AMADOR

Até 66kg – Elizeu Batoré (NC Fusion) venceu Elison Samurai (Gracie Barra Paulo Rambinho) por finalização (guilhotina) aos 1:21 do segundo round - Árbitro: Lenílson Tenório

Até 57kg – Francisco "Índio" Xavier (Hebrom Fight MMA) venceu Igor Magalhães (NC Fusion) por decisão unânime (triplo 30x27) - Árbitro: Johil de Oliveira

Até 70kg – Daniel Borges (IFTeam) venceu Matheus Macieira (Arena Champs) por finalização (guilhotina) aos 29 segundos do primeiro round - Árbitro: Lenílson Tenório

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias
Página 1 de 406

Revista Digital

A Edição 26 da Revista digital da Primeiro Round trás uma matéria especial  com a votação dos melhores do Ano no Paraná. Acompanhe!

Blogs - Primeiro Round

 

 

  


Banner

Publicidade: