Banner

Você está aqui:Home/Últimas Notícias/Mostrando itens por tag: Cyborg
A+ R A-
Mostrando itens por tag: Cyborg

A recém-coroada campeã peso-pena do UFC Cris Cyborg visitou pela primeira vez o Cristo Redentor, ícone cultural e símbolo do Rio de Janeiro. Durante a visita, realizada na manhã desta quarta-feira, 16 de agosto, a brasileira aproveitou para fazer fotos com o seu cinturão no local. A visita da campeã pelo Brasil ainda passará por São Paulo e Curitiba.

Confira algumas declarações dadas por Cris Cyborg durante passagem pelo Rio:

Visita ao Cristo Redentor: “É emocionante estar aqui. Em todas as minhas lutas eu abro os braços e fico de joelhos agradecendo, mas nada como estar aqui e poder agradecer a conquista do cinturão. É tudo muito especial”.

Luta pelo cinturão peso-pena: “Quando eu lutei com a Tonya Evinger, eu estava bem tranquila. Eu pensei: ‘eu quero ganhar a luta, mas ganhar a luta num golpe limpo’. Não dar 100 socos, acertar 30 e acabou, mas dar 30 socos e acertar todos eles. Se já era difícil lutar comigo antes, agora ficou pior para as minhas adversárias, porque agora eu estou paciente, sei os lugares e momentos certos... Acho que mostrei um pouquinho mais do meu jogo para os meus fãs. Logicamente, eu queria acabar a luta o mais breve possível, mas ela é uma menina dura, que aguenta socos”.

Holly Holm: “Eu não tenho nada contra a Holly, eu sou até amiga da Holly, nós fizemos um filme juntas. Acho que ela é uma grande adversária e que poderíamos fazer uma grande luta. Vai ser uma luta que a galera vai querer ver. É algo que eu gostaria, mas eu nunca escolho adversária. Quem eles quiserem colocar para lutar a próxima luta, eu vou estar preparada”.

Ronda Rousey: Na verdade, se eu fosse lutar com a Ronda, eu gostaria que ela viesse de vitória. Quero lutar com a Ronda que achava que era invencível e não agora que já ganharam dela. Eu gostaria que ela fizesse umas lutas, ganhasse e ficasse forte novamente, na mente dela. Ela não precisa [voltar a lutar]. Se ela gostasse de lutar, ela não teria parado por causa de uma derrota. Quem é lutador sabe que a derrota um dia vem. A minha primeira luta eu perdi, mas falei: ‘é isso que eu gosto, é isso que eu vou fazer’. Se você gosta de lutar e é isso que você gosta de fazer, a derrota não vai te parar. Ela vai te dar mais motivação para você querer vencer”.

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

Neste sábado, dia 29 de julho acontece o tão aguardado UFC 214, direto de Anaheim, na Califórnia, Estados Unidos. Todas as atenções dos fãs de MMA estarão principalmente nas disputas de cinturão, no embate aguardado entre Daniel Cormier e Jon Jones; no desafiante Demian Maia que enfrenta Tyron Woodley e na Cris Cyborg, que enfim disputa o cinturão da maior organização de MMA do planeta onde encara Tonya Evinger.

Veja o card completo (atualização em tempo real a partir das 19:30).

UFC 214

29 de julho, em Anaheim (EUA)

CARD PRINCIPAL (a partir de 23h, horário de Brasília):

Peso-meio-pesado: Jon Jones venceu Daniel Cormier por nocaute técnico no terceiro round.
Peso-meio-médio: Tyron Woodley venceu Demian Maia na decisão unânime dos juízes.
Peso-pena: Cris Cyborg venceu Tonya Evinger por nocaute técnico no terceiro round.
Peso-meio-médio: Robbie Lawler venceu Donald Cerrone na decisão unânime dos juízes.
Peso-meio-pesado: Volkan Oezdemir nocauteou Jimi Manuwa no primeiro round.

CARD PRELIMINAR (a partir de 19h30, horário de Brasília):

Peso-pena: Ricardo Lamas venceu Jason Knight por nocaute técnico no primeiro round.
Peso-casado (63,5kg): Aljamain Sterling venceu Renan Barão na decisão unânime dos juízes.
Peso-pena: Brian Ortega finalizou Renato Moicano no terceiro round.
Peso-pena: Calvin Kattar venceu Andre Fili na decisão unânime dos juízes.
 Peso-palha: Alexandra Albu venceu Kailin Curran na decisão unânime dos juízes.
Peso-mosca: Jarred Brooks venceu Eric Shelton na decisão dividida dos juízes.
Peso-leve: Drew Dober nocauteou Josh Burkman no primeiro round.

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

Faltam poucos dias para o UFC 214: Cormier x Jones 2. O evento, que promete ser imperdível para os fãs do esporte, acontece neste sábado, dia 29 de julho, em Anaheim, na Califórnia. Na luta principal da noite, o campeão peso-meio-pesado Daniel Cormier e o ex-dono do cinturão da divisão Jon Jones finalmente se encontram para resolver seus problemas. Os fãs brasileiros também têm motivos de sobra para acompanhar o UFC® 214: o peso-meio-médio Demian Maia e a peso-pena feminino Cris Cyborg lutam por cinturões em suas categorias contra Tyron Woodley e Tonya Evinger. Confira o que os lutadores têm a dizer faltando alguns dias para o evento.

Daniel Cormier

Sobre Jon Jones: Ele está confiante, mas eu também estou e não preciso falar isso para ninguém, eu só preciso mostrar isso no sábado. Eu espero que ele seja tão bom quanto ele sempre foi, a melhor versão dele mesmo. De resto, não preciso falar com ele, eu só preciso mostrar. Eu não quero discutir. Se ele acha que não se sentiu ameaçado na primeira vez que nos enfrentamos, ok, se ele acha que o fato de eu estar dois anos mais velho vai me atrapalhar, ok. Eu vou sentar aqui, deixar ele falar e, no sábado, vou defender meu cinturão e pegar meu cheque. 

UFC 200: Foi um momento muito difícil para mim. Eu havia treinado muito para aquela luta, para vingar a única derrota sofrida na minha carreira. Foi uma mistura de choque e tristeza quando a luta foi cancelada, mas como profissional eu resolvi voltar para o jogo, eu sabia que rapidamente outras oportunidades surgiriam.


Jon Jones

Volta ao UFC: Eu nunca quis ser o bad guy, mas em algum momento da carreira, eu não dei valor para que tinha. Eu sempre quis ser uma inspiração, mas no meio do caminho, parei de me importar e comecei a viver para mim e por mim. Eu sou responsável por tudo o que aconteceu comigo e minha vida e meus erros são um livro aberto. Mas eu coloquei minha vida nos eixos, paguei o preço das coisas que fiz errado e estou muito orgulhoso de ter arrumado tudo. E no sábado os fãs vão poder me perdoar e esquecer tudo o que aconteceu e vão passar a criar expectativas sobre o meu futuro, vão lembrar porque eu sou um lutador empolgante. Eles vão lembrar das coisas que me tornaram especial. Eu estou muito feliz de poder deixar para trás tudo o que aconteceu nos últimos dois anos e andar e olhar para frente. Eu sinto do fundo do meu coração que eu sou um cara especial e diferenciado, e quando você acredita nisso, você se torna perigoso. 

Sobre Daniel Cormier: Honestamente, essa luta não tem nada a ver com Daniel Cormier. Poderia ser com qualquer pessoa – Anthony Johnson, Alexander Gustafsson. Essa luta é sobre legado, sempre foi. Eu já tive grandes lutas com caras que me odiaram e tentaram falar mal de mim, já tive que lidar com esse tipo de comportamento. Já estive nessa posição de antagonista, mas meu objetivo sempre foi correr atrás para ser o melhor. No final do dia, Cormier vai ser lembrado como um dos grandes oponentes do Jon Jones. É isso. 

Tyron Woodley

Adversários e Demian Maia: Desde que encontrei meu lugar na divisão e mesmo como campeão, sempre quis enfrentar os melhores, sempre aceitei lutas que faziam sentido para mim, mesmo as que sai derrotado. Acho que todo campeão precisa de rivalidade e lutas que empolguem os fãs, porque eles querem se identificar com aqueles confrontos. O Demian Maia vem de sete vitórias, é um lutador incrível. Mas os fãs às vezes preferem torcer por lutadores que chamem atenção, que façam todo mundo falar sobre eles. E muitas vezes nem eu sou esse cara. Mas o que importa é que estou lutando em um card incrível e eu só quero iniciar a festa, dar minhas entrevistas e poder assistir a luta entre Cormier e Jones. Melhor meio-médio de todos os tempos: Acredito que ainda há lutas que preciso fazer para me tornar esse lutador. Preciso enfrentar nomes como o GSP e o próprio Nick Diaz para poder sonhar com esse título. Eu sei que tenho todas as ferramentas e qualidades para isso. A luta deste sábado vai ser mais um passo em busca de me tornar esse lutador. Quero crescer como campeão até me tonar uma superestrela. 

Demian Maia 

Diferenças entre a primeira e a segunda disputa pelo cinturão: Eu era o azarão na luta contra o Anderson. Eu era o cara que estava lá porque a primeira opção, que era o Sonnen, estava machucada, e a segunda, o Vitor Belfort, não poderia lutar. Eu aceitei e fui com tudo, mas eu não tinha um nível competitivo para vencer o Anderson. Eu até poderia, mas pensando competitivamente, eu não havia construído essa chance de lutar pelo cinturão como eu construí dessa vez, com sete vitórias consecutivas. E é isso que me dá a certeza de que entro na luta de sábado com 50% de chance, independente do que as pessoas possam pensar. Eu sei que a realidade é essa. Não vai ser fácil, mas também não vai ser tão difícil. É uma luta 50/50 que eu terei com o Woodley. Opiniões sobre a luta contra

Tyron Woodley: A luta vai ser ele tentando me acertar, porque ele é muito forte, explosivo e tem poder de nocaute, e eu tentando finalizá-lo. Não existe segredo aí. Eu posso falar um monte, ele pode falar um monte, mas no final das contas quem entende do esporte sabe o que vai acontecer. O jogo dele depende de algumas coisas, o meu jogo depende de outras, e quem encaixar melhor seu jogo, leva. Uma possível luta contra GSP: A possibilidade existe, é claro, mas não há nada garantido. E mesmo que houvesse, eu nunca posso deixar que isso atrapalhe meu foco. As coisas que o Woodley fala não me afetam, ele precisa falar, até para promover a luta. O que pode tirar meu foco é pensar em uma luta depois dessa, ainda mais uma luta que não está nem confirmada. Eu sempre tento bloquear ou esquecer esse assunto porque pode entrar no caminho da minha vitória. 

Cris Cyborg


Lutar pela primeira vez pelo cinturão peso-pena do UFC: Eu vejo como uma defesa do cinturão. Eu nunca perdi meu cinturão, eu deixei o meu cinturão vago. Então eu sinto como se estivesse treinando para mais uma luta. Para os olhos de alguns fãs vai ter mais valor, mas para mim vai ser mais uma defesa, mais uma consagração na minha carreira. Eu estou muito feliz de lutar na minha categoria. Essa luta é muito significativa para mim e para meus fãs. Eu estou fazendo uma campanha com meus fãs, nas redes sociais, e vou escolher um deles para entrar comigo na Pesagem. Eles que fizeram eu chegar aqui, ter essa categoria, eles fizeram isso acontecer. Foi o esforço e o pedido deles. Sobre

Tonya Evinger: Eu a respeito por ter aceitado lutar comigo em cima da hora e é uma oportunidade ótima para ela, poder lutar no UFC. A Tonya é uma grande adversária, acredito, inclusive, que ela vai dar mais trabalho que a Megan Anderson. Legado no UFC: Eu não posso ser mais uma no UFC. E eu nunca quis ser. Eu quero fazer a diferença, ser lembrada pelas outras atletas que eu não só fui a melhor lutadora, mas que eu fiz diferença para outras lutadoras, buscando melhores salários, igualdade. Eu estou aqui para melhorar o esporte. Para as atletas de antes de mim e para as que vão vir. Eu preciso melhorar para elas. 

Tonya Ervinger

Sobre ser a zebra: Eu acho que sempre estou nessa posição e quem acha que não sou tão boa assim também me coloca nessa posição. Somos duas campeãs dominantes e vai ser uma grande luta, que, inclusive, já poderia ter acontecido há muito tempo. E digo que todos deveriam assistir. Plano de jogo: Eu não vou para nenhuma luta pensando nas fraquezas do meu oponente, eu sempre penso em impor meu estilo e minhas qualidades. A Cris costuma fazer isso em suas lutas também. Eu não tenho um plano de jogo, vejo onde sou forte e onde posso vencer rounds e vou atrás disso. Você nunca sabe o que o seu adversário treinou, então eu sempre vou com a cabeça aberta caso seja necessário fazer alterações durante a luta.

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

Clique aqui para ver nosso show de imagens do UFC Fight Night Cyborg vs. Lansberg que aconteceu no Ginásio Nilson Nelson,em Brasília, no último sábado, dia 24 de setembro.

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

Após o UFC Brasília, aconteceu a Coletiva de Imprensa, atividade que fechou a semana de lutas no Distrito Federal. Clique aqui para ver imagens da Coletiva.

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

Nesta sexta-feira, dia 23 de setembro, aconteceu no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília (DF), a Pesagem e o famoso Q&A (Question And Anwers - Perguntas e Respostas) para agitar o público que aguarda ansiosamente pela chegada do sábado, dia 24 com o UFC Fight Night Cyborg vs. Lansberg.

Os atletas convidados a serem sabatinados pelo público antes da Pesagem foram: Ronaldo Jacaré, Jéssica Andrade e Wilson Reis. Atividades para o público também aconteceram na UFC Vila. Tudo isso antes da pesagem, porque as 19 horas a galera foi ao delírio com as encaradas dos atletas.

CLIQUE AQUI para ver como foram em nossa galeria especial de imagens.

UFC Brasília
24 de setembro, em Brasília (DF)

CARD PRINCIPAL (a partir de 23h, horário de Brasília)

Peso-casado (até 64kg): Cris Cyborg (64kg) x Lina Lansberg (63,5kg)
Peso-pena (até 66,2kg): Renan Barão (66,2kg) x Phillipe Nover (66,2kg)
Peso-pesado (até 120,7kg): Roy Nelson (117kg) x Antônio Pezão (120,2kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Francisco Massaranduba (70,3kg) x Paul Felder (70,3kg)
Peso-médio (até 84,4kg): Thiago Marreta (84,4kg) x Eric Spicely (83,9kg)
Peso-pena (até 66,3kg): Godofredo Pepey (66,2kg) x Mike de La Torre (66,2kg)

CARD PRELIMINAR (a partir de 19h30, horário de Brasília)

Peso-leve (até 70,8kg): Gilbert Durinho (70,8kg) x Michel Trator * (71,7kg)
Peso-galo (até 61,7kg): Rani Yahya (61,7kg) x Michinori Tanaka (61,2kg)
Peso-mosca (até 57,2kg): Jussier Formiga (57,2kg) x Dustin Ortiz (56,3kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg): Erick Silva (77,6kg) x Luan Chagas (77,6kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Alan Nuguette (70,8kg) x Steven Ray (70,8kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg): Vicente Luque (77,6kg) x Hector Urbina (77,1kg)
Peso-leve (até 70,8kg): Glaico França (70,8kg) x Gregor Gillespie (70,8kg)

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

A atleta número 1 do mundo, Cris Cyborg, que estreou com vitória no UFC 198, em maio em Curitiba, foi fazer o reconhecimento e avaliação da Rio Fight 21, que abrirá, oficialmente, no dia 09 de maio, mas já está em pleno funcionamento.

Cyborg gostou muito do que viu e experimentou: "É realmente um CT de lutas com padrão internacional. Gostei muito das inscrições em tailandês. É um ótimo lugar para quem quer treinar ou emagrecer. Eu aprovei!".

A curitibana acabou fazendo uma rápida MMA Experience, treinando com crianças e alguns alunos da academia. As telas mostravam sua primeira luta no UFC, enquanto todos queriam fotos e autógrafos e ficavam encantados com a luz dessa humilde estrela e campeã.

A Rio Fight 21 uma boutique de lutas, para homens e mulheres que vêm valor em diferenciais como: Design de interiores, um ambiente de experience, equipamentos de ponta e um time de feras, para aulas de muay thai, jiujitsu, boxe, capoeira, judô, mma e funcional. É o espaço para encontrar os campeões, treinando como eles e se sentindo como tal.

Serviço:

Rio Fight 21
Av. Salvador Allende, 6.700, sala 101 Subsolo, Bandeirantes Mall - Recreio dos Bandeirantes - Rio de Janeiro.

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

A atleta curitibana de Muay Thai e MMA amador, Pollyana Muller, ganhou um presente e tanto nesta quarta-feira, dia 11 de maio. "Polly", como é conhecida, estava na primeira fila do Treino Aberto do UFC 198, em Curitiba.

Quando a estreante na organização, Cris Cyborg, entrou para apresentar aos fãs um pouco de seu treinamento, foi até a platéia e a chamou para subir no tatame e participar do treinamento com ela.

Polly é fã declarada de Cyborg, inclusive já participou de Seminários da atual campeã do Invicta FC, e revelou, em entrevista exclusiva para a Primeiro Round, um pouco do que sentiu neste momento:

"Foi surpresa! Achei que iria desmaiar! A sensação em estar perto da Cris, é fazer com que meu sonho torne-se mais próximo, quando eu crescer quero ser igual a ela, a história dela é linda, ela me inspira não somente como lutadora, mas como pessoa, sempre temos que pegar o melhor exemplo para seguirmos".

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

A mais consagrada lutadora de MMA brasileira, Cristiane Justino, mais conhecida como Cris Cyborg estará em Curitiba no dia 18 de Fevereiro, próxima quinta-feira, onde receberá os fãs para sessão de fotos e cumprimentos.

Cris é natural de Curitiba e hoje, reside nos Estados Unidos. Atualmente é detentora do cinturão na categoria peso-pena pela Invicta FC desde 2013, e sustenta também, a incrível marca de nove vitórias consecutivas por nocate no MMA.

A lutadora estará em Curitiba a convite da empresa Natural Science, especializada em nutrição avançada e suplementos vegetarianos. Cris utiliza produtos da Natural Science em sua suplementação, as proteínas isoladas de arroz e de ervilha estão entre os principais itens da dieta da atleta, pois possuem um perfil de aminoácidos completo e excelente absorção pelo organismo além de proporcionarem uma digestão mais leve e uma suplementação mais saudável.

O evento possui entrada franca e acontecerá na Academia Rasthai, no bairro Água Verde.

Evento: Sessão de bate papo com Cris Cyborg

Local: Academia Rasthai - Rua Bento Viana, 427. Água Verde.

Data e horário: 18/02 às 14h

Entrada Franca.

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias

No último sábado, dia 16 de janeiro, duas brasileiras defenderam seus respectivos cinturões na edição de número 15 do Invita FC. Cris Cyborg nocauteou a russa Daria Ibragimova faltando dois segundos para terminar o primeiro round. Livinha Renata derrotou DeAnna Bennett por nocaute técnico e manteve a invencibilidade na carreira.

Veja os resultados:

Peso-pena: Cris Cyborg venceu Daria Ibragimova por nocaute aos 4m58s do R1

Peso-palha: Livia Renata Souza venceu DeAnna Bennett por nocaute técnico aos 1m30s do R1

Peso-galo: Colleen Schneider venceu Raquel Pa'aluhi por decisão unânime (29-28, 28-29, 29-28) 

Peso-átomo: Amber Brown venceu Shino VanHoose por finalização aos 2m36s do R1

Peso-palha: Mizuki Inoue venceu Lacey Schuckman por finalização aos 3m41s do R3 

Peso-palha: Angela Hill venceu Alida Gray por nocaute técnico ao 1m39s do R1 

Peso-pena: Megan Anderson venceu Amber Leibrock por nocaute técnico aos 2m33s do R3

Informações adicionais


    Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/prime926/public_html/templates/gk_musicity/html/com_k2/default/tag.php on line 94
Publicado em Últimas Notícias
Página 1 de 2

Comentários

Revista Digital

A Edição 26 da Revista digital da Primeiro Round trás uma matéria especial  com a votação dos melhores do Ano no Paraná. Acompanhe!

Filtrar notícias por data:

« Novembro 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      

Blogs - Primeiro Round

 

 

  


Banner

Publicidade: