Banner

Você está aqui:Home/Últimas Notícias/Itens filtrados por data: Domingo, 12 Novembro 2017
A+ R A-
Itens filtrados por data: Domingo, 12 Novembro 2017

A promessa foi confirmada! O Rio e Janeiro viveu um fim de semana único, com muito esporte, clima familiar e lazer. Maior evento de jiu-jitsu da América Latina e um dos maiores do mundo, o Abu Dhabi Grand Slam Jiu-Jitsu World Tour 2017-2018 proporcionou disputas para lá de interessantes e provou ao público, que compareceu à Arena Carioca 1, no Parque Olímpico da Barra, na Zona Oeste do Rio, o valor da arte suave dentro da Cidade Maravilhosa. O evento, disputado entre os dias 10 e 12 de novembro, contou com mais de três mil atletas das mais variadas graduações e faixas etárias. O sucesso estrondoso foi nítido também nas arquibancadas do ginásio que, durante os três dias de competição, recebeu ótimos públicos e contou com a presença de muitos cascas-grossas da antiga e da nova geração.


O alto nível dos competidores e o elevado grau de organização foram percebidos desde a sexta-feira (10). Muitos talentos foram observadores e deixaram claro que a modalidade tem um lugar cativo no coração do povo brasileiro. Lutadores de 23  países vieram ao Rio de Janeiro disputar o torneio. O que se viu foi um show de técnicas e disposição. Não faltou entrega e vontade de vencer. O evento, que também sedia suas etapas no Japão, Estados Unidos, Inglaterra e Emirados Árabes distribuiu um total de 125 mil dólares em premiações.

Último dia de competição, o domingo guardou o que tinha de melhor para os fãs do verdadeiro jiu-jitsu. As finais das faixas marrons e pretas foram um verdadeiro presente às pessoas que levaram ao ginásio sua energia e torcida. Nomes de muita relevância no jiu-jitsu internacional entraram no tatame dispostos a deixarem tudo de si. Não faltou entrega e o resultado foram lutas muito parelhas e emocionantes. Apesar das disputas muito acirradas dentro do dojo, o que não faltou foi espírito esportivo e parceria entre todos os atletas participantes.

Um dos eventos mais aguardados do grande público, o "Duelo de Lendas" também não deixou nada a desejar. Alguns dos nomes responsáveis por alavancar a imagem do jiu-jitsu para o mundo, Carlão Barreto e Rafael Carino mostraram que, apesar de grande tempo fora das competições, a mentalidade vencedora e competitiva sempre estará com eles. Em uma luta bastante equilibrada, eles mostraram que ainda possuem lenha para queimar e ainda ensinarão muitos jovens sobre o verdadeiro sentido de competir com hombridade. Ao fim, melhor para Carino que venceu o duelo por 2 a 0.

Na disputa por equipes, a GFTeam ficou com o primeiro lugar, seguido pela Gracie Barra em segundo e Nova União em terceiro.

Resultados do Abu Dhabi Grand Slam Jiu-Jitsu World Tour 2017-2018 :

Duelo de Lendas

Rafael Carino venceu Carlão Barreto por 2 a 0

Masculino (Faixa-Preta)

José Carlos "Cocó" venceu David Herrera na decisão - 56kg

Hiago George venceu João Miyao por 1 a 0 nas vantagens, após 6 a 6 nos pontos - 62kg

João Neto venceu Rafael Mansur por finalização (triângulo) - 69kg

Hugo Marques venceu Ricardo "Pingo" Lima por 2 a 0 - 77kg

Isaque Bahiense venceu Gustavo “Braguinha” por 1 a 0 nas vantagens - 85kg

Patrick Gaudio venceu Guilherme Santos na decisão - 94kg

Gerard Labinski venceu Igor Silva por 1 a 0 nas vantagens - até 110kg

Feminino (Faixa-preta)

Mayssa Bastos ficou com o ouro sem adversárias na categoria - 49kg

Cláudia do Val venceu Heloisa Ferreira na decisão - 90kg

Amanda Nogueira venceu Mayara Abraão por 2 a 0 - 55kg

Bia Mesquita venceu Bia Basílio por 6 a 0 - 62kg

Ana Carolina Vieira venceu Thamara Silva por finalização (estrangulamento) - 70kg

Cláudia do Val venceu Heloisa Ferreira na decisão dos árbitros - 90kg

Publicado em Últimas Notícias

O Curitiba Fight Pro divulga nesta segunda-feira os atletas do Grand Prix de Muay Thai na categoria 70 Kg, GP este que será disputado com luvas de MMA, uma novidade nos eventos nacionais. Gion Michel, da equipe Gile Ribeiro, César Augusto "Cowboy", da Lions MMA, Cleberson "Shiuaua", da equipe Motta e Rogério Allany, da Muay Thai Brasil.

A quinta edição do evento que é produzido por Diego Marlon acontece no dia 16 de dezembro em Curitiba. Outros combates serão anunciados nas próximas semanas.

CURITIBA FIGHT PRO 5
Sábado, 16 de dezembro de 2017
Academia Striker´s House - Curitiba / PR

MMA PROFISSIONAL:

61 Kg: Luan Almeida "Luanzinho" vs. João Elias "Alicate"
57 Kg: Wágner Lima vs. Rogério Bontorin
57 Kg: Rangel Santos vs. Hélio "Sabotagem"
77 Kg: Davi Cuman vs. Alan Cardoso

KICKBOXING PROFISSIONAL:

52 Kg: Ketny "Arlequinha" vs. Juliana Cristina

GP Muay Thai 70 Kg:

Gion Michel
César Augusto "Cowboy" 
Cleberson "Shiuaua"
Rogério Allany

Publicado em Últimas Notícias

A estreia do WGP Kickboxing em Bragança Paulista, no interior de São Paulo, fez jus às expectativas. Na noite deste domingo, dia 12, o público presente ao Ginásio de Esportes Dr. Lourenço Quilici fez a festa com o principal anfitrião da noite, Diego Gaúcho, que empatou com Rodolfo Cavalo e manteve o título dos super-médios. Esta foi a segunda defesa do cinturão da categoria do campeão. Na co-luta da noite, Bruno Gazani travou uma verdadeira batalha com Anderson Buzika e venceu por unanimidade. Outro destaque foi o triunfo de Thiago Golden Boy sobre o chileno Victor Valenzuela. A próxima edição será histórica para o WGP. Pela primeira vez o evento desembarca fora do país, em Buenos Aires (ARG), no dia 15 de dezembro com disputa de cinturão, Challenger GP e muito mais.

A noite foi de festa para o público de Bragança Paulista. No duelo principal Diego Gaúcho defendia o cinturão pela segunda vez, a primeira em casa, diante de Rodolfo Cavalo. E o desafiante parecia que iria estragar a noite do campeão. Com um início avassalador, muito agressivo, Cavalo levou a melhor nos dois primeiros rounds. Nos assaltos seguintes o campeão equilibrou a luta, mas ainda estava atrás do placar até os últimos três minutos. Com os dois bem desgastados fisicamente o gás de Gaúcho fez a diferença. Um cruzado fulminante levou Rodolfo ao chão e deu a vantagem no round decisivo ao campeão. No fim os juízes decidiram pelo empate, que manteve o cinturão com Diego Gaúcho.

Na co-luta mais importante da noite, Bruno Gazani e Anderson Buzika fizeram uma revanche entre dois dos melhores pesos meio-médios do país. E eles não decepcionaram. Em um combate eletrizante, com muita trocação, Gazani, que já havia vencido o primeiro duelo entre eles, teve mais volume de golpes e levou a vitória por unanimidade. Os dois foram muito festejados pelo público presente, que apesar de torcer incessantemente para Buzika, lutador da casa, reconheceu a grande luta que os dois proporcionaram.

Brasileiros levar a melhor em duelos internacionais

Na superluta entre o paulista Thiago Golden Boy e o chileno Victor Valenzuela muito equilíbrio. Os dois atletas andavam para frente o tempo todo e se defendiam muito bem. O combate foi decidido nos detalhes e um round final dominante deu a vitória ao brasileiro por unanimidade. No outro duelo internacional da noite estavam frente a frente o baiano Robson Minotinho e o argentino Diego Freiria. Depois de um início melhor de Freiria, cerca de 13 cm mais alto, Minotinho equilibrou a luta e dois cruzados, um na linha de cintura e outro na ponta do queixo, decidiram o duelo. Nocaute de Minotinho ainda no round inicial.

O card do WGP# 42 também contou com duas lutas femininas. Estreando no WGP, Ana Flavia Almeida não tomou conhecimento da experiente Pamela Mara e com um início espetacular, com direito a knockdown, levou a melhor por decisão unânime. Lailane Mota e Mariana Nunes fizeram uma luta muito equilibrada. As duas alternaram bons momentos e sobrou para os juízes decidirem o resultado final. Por decisão dividida a carioca Lailane levou a melhor.

Nas lutas iniciais da noite os destaques foram Antonio Luciano e Vinicius Dionizio. O primeiro conseguiu uma virada sobre Adriano Oliveira em um belo nocaute, enquanto o segundo inaugurou o card do WGP #42 vencendo Bruno Cassiano também por nocaute. Atuando em casa, Jean Matsumoto e Thiago Porto foram outros vencedores do card principal.

WGP #42 - Resultados oficiais

Card Principal

Diego 'Gaúcho' e Rodolfo 'Cavalo' terminou em empate

Bruno Gazani venceu Anderson 'Buzika' por decisão unânime

Thiago 'Golden Boy' Conceição venceu Victor Valenzuela por decisão unânime

Ana Flávia Almeida venceu Pamela Mara por decisão unânime

Robson 'Minotinho' venceu Diego Freiria por nocaute no primeiro round

Lailane Mota venceu Mariana Nunes por decisão dividida

Antonio Luciano venceu Adriano Oliveira por nocaute no segundo round

Thiago Porto venceu Ramon Rozendo por decisão unânime

Jean Matsumoto venceu Luan Santos por decisão dividida

Vinicius Dionizio venceu Bruno Cassiano por nocaute no terceiro round

Undercard

Andre Ricardo dos Santos venceu Jefferson Araújo por decisão dividida

Jonas Júlio venceu Maicon Junio por decisão unânime

Rodrigo Leiva venceu Oseias dos Reis por nocaute no primeiro round

Hiago de Souza venceu Adriano Cesar dos Santos por nocaute no primeiro round

Jonas Carvalho venceu Rodrigo Pacheco por decisão unânime

Hiago 'Baiano' Sales venceu Wagner Mangaba por decisão unânime

Gabriel Henrique venceu Vinicius Henrique por decisão unânime

Jose Santos venceu Diego de Paula por decisão unânime

Zé Ernesto venceu Jean Kay por decisão dividida

Julio Miguel venceu Felipe Lobo por nocaute no primeiro round

Ivan Albuquerque venceu Eduardo Freire por decisão unânime

Publicado em Últimas Notícias

Com grandes duelos e quatro disputas de cinturão, a sexta edição do XForce cumpriu a promessa de agitar a cidade de Macaé, na Região Norte Fluminense do Rio de Janeiro, e o público que compareceu no último sábado (11) ao Ginásio Juquinha pode assistir a um verdadeiro show de nocautes e finalizações. Na luta principal da noite, Lincon de Sá se manteve como campeão peso-mosca (até 57kg) ao finalizar Lucas Oliveira no final do primeiro round. Os outros campeões da noite foram: Ítalo Gomes nos penas (até 66kg), Thiago Big Monster entre os pesados (até 120kg) e Matheus Capoeira nos meio-médios (até 77kg).

Lincon de Sá entrou em ação na luta principal do XForce 6 para defender o cinturão peso mosca e teve pela frente Lucas Oliveira. A maior parte do duelo aconteceu no solo, onde os dois lutadores mostraram muita força no chão. Por baixo, Luquinhas tentou a finalização, enquanto o campeão se defendia. O confronto vinha bastante equilibrado, mas Lincon conseguiu a montada e no ground and pound aplicou um forte soco que fez Lucas sentir. Ciente de que estava no melhor momento, Lincon aproveitou e encaixou um belo katagatame que obrigou o desafiante a dar os três tapinhas de desistência.

"Quero agradecer a todos da minha equipe, fiz um ótimo camp, me preparei forte para o evento já que era minha defesa de cinturão, pois a verdade é que a gente só conhece um campeão quando ele defende o cinturão pelo menos uma vez e eu fui lá e cumpri. Espero voltar mais forte da próxima vez e se Deus quiser, ao invés de finalizar, vou sair com nocaute e principalmente em cima desse que cara que me desafiou depois da luta. Quero agradecer a cidade de Macaé e todos que vieram me prestigiar. Meu adversário era muito forte e veio para tentar me finalizar, mas eles se esquecem que sou faixa preta, o objetivo dele era me finalizar, todo mundo falou que ele iria me finalizar, mas foi ele que acabou finalizado. Quem quiser pegar meu cinturão vai ter que trabalhar muito duro", disse Lincon de Sá.

Em duelo equilibrado, Ítalo Gomes vence Renan Leal e conquista o cinturão dos penas

No co-evento principal estava em jogo o cinturão dos penas que estava vago desde que o antigo detentor Gabriel Oliveira foi contratado pelo evento japonês Rizin, mas somente Ítalo Gomes poderia conquistar já que Renan Leal não conseguiu bater o peso. Mesmo sabendo que não poderia se sagrar campeão, Renan não quis saber de deixar Ítalo levar o cinturão para casa e travou uma grande batalha. O confronto foi bastante equilibrado, mas após três rounds, Ítalo Gomes levou vantagem e conquistou o título da divisão.

"Foi uma batalha, uma guerra e eu não esperava nada diferente disso, então a gente procurou fazer o trabalho certo, buscando o jogo de chão e o ground and pound. Queria agradecer essa vitória a minha equipe e também ao meu adversário que aceitou a luta em cima da hora, mas mesmo assim foi uma grande batalha. Mesmo sabendo que ele não podia conquistar o cinturão, já que não bateu o peso, eu sabia que ele vinha com tudo para cima de mim, então eu tinha que manter a calma para fazer uma boa luta. Foi muito legal conquistar o cinturão que foi de um atleta que agora luta lá fora, então agora vou me preparar para manter comigo", disse.

No duelo de pesados, Thiago Big Monster nocauteia Wanderson Samurai no início do segundo round

Thiago Big Monster e Wanderson Samurai subiram no cage em busca do cinturão dos pesados. Os dois atletas começaram o combate com muito estudo, enquanto Samurai se movimentava e tentava alguns golpes, Big Monster procurava o melhor momento para atacar. Parecia que o confronto iria acabar ainda no fim do primeiro round quando Wanderson acertou um belo soco que fez o lutador da IFTeam balançar, mas o gongo soou. Thiago foi para o intervalo com um ferimento no rosto. Os médicos analisaram e decidiram manter o atleta na luta. Liberado, Thiago Big Monster não quis saber de prolongar a luta e conectou um belo soco que fez Wanderson Samurai cair logo aos 25 segundos. No chão, Big Monster ainda aplicou alguns golpes até o árbitro Lenílson Tenório interromper.

Ao som do berimbau, Matheus Capoeira nocauteia Jairo Ribeiro em apenas 25 segundos

A primeira disputa de cinturão da noite colocou frente a frente Matheus Capoeira e Jairo Ribeiro. Em homenagem ao apelido, Matheus fez sua entrada ao som do berimbau que levantou o público. Na hora do combate o atleta da NC Fusion precisou de apenas 25 segundos para nocautear Jairo Ribeiro.

Além das disputas de cinturão, os destaques do card principal foram os nocautes de Wylson Monteiro sobre Paulo Roberto e Charles Lee sobre Ricardo Bombinha.

Os atletas amadores foram os responsáveis pela abertura da noite de lutas do XForce 6 e o principal destaque foi a finalização relâmpago de Daniel Borges que precisou de apenas 29 segundos para obrigar Matheus Macieira a dar os três tapinhas de desistência ao encaixar uma guilhotina. A outra finalização veio com Elizeu Batoré que também encaixou uma guilhotina para finalizar Elison Samuray.

MC Serginho anima a galera

Enquanto aguardava o intervalo entre o card amador e profissional, MC Serginho foi responsável por animar o público. O funkeiro cantou sucessos de sua carreira como "Éguinha Pocotó" e "Vai Serginho" entre outros, além de mostrar muita irreverência e carisma.

Confira os resultados do XForce MMA 6

MMA PROFISSIONAL

Até 57kg – Lincon de Sá (Gracie Barra Paulo Rambinho) venceu Lucas Oliveira "Luquinhas" (ABJJ/Strike MMA) por finalização aos 4:39 do primeiro round - Árbitro: Lenílson Tenório - disputa de cinturão

Até 66kg – Ítalo Gomes (Malafaia Team) venceu Renan Leal (Gracie Barra Paulo Rambinho) por decisão unânime (triplo 30x27) - Árbitro: Johil de Oliveira - disputa de cinturão

Até 120kg- Thiago Big Monster (IFTeam) venceu Wanderson Samurai (Team Base/SST) por nocaute técnico (socos) aos 20 segundos do segundo round - Árbitro: Lenílson Tenório - disputa de cinturão

Até 77kg – Matheus Capoeira (NC Fusion) venceu Jairo Ribeiro (Arena Champs) por nocaute técnico (socos) aos 25 segundos - Árbitro: Johil de Oliveira - disputa de cinturão

Até 66kg – Wylson Monteiro (CT Rodolfo Buda) venceu Paulo Roberto (Relma Combat) por nocaute técnico (socos) aos 4:57 do primeiro round - Árbitro: Lenílson Tenório

Até 57kg – Charles Lee (Arena Champs) venceu Ricardo Bombinha (Gracie Barra Paulo Rambinho) por nocaute técnico (chutes) aos 3:21 do segundo round - Árbitro: Johil de Oliveira

MMA AMADOR

Até 66kg – Elizeu Batoré (NC Fusion) venceu Elison Samurai (Gracie Barra Paulo Rambinho) por finalização (guilhotina) aos 1:21 do segundo round - Árbitro: Lenílson Tenório

Até 57kg – Francisco "Índio" Xavier (Hebrom Fight MMA) venceu Igor Magalhães (NC Fusion) por decisão unânime (triplo 30x27) - Árbitro: Johil de Oliveira

Até 70kg – Daniel Borges (IFTeam) venceu Matheus Macieira (Arena Champs) por finalização (guilhotina) aos 29 segundos do primeiro round - Árbitro: Lenílson Tenório

Publicado em Últimas Notícias
Segunda, 13 Novembro 2017 08:38

Show de imagens do Imortal FC 7

Nosso show de imagens do Imortal FC já está disponível. A Primeiro Round esteve na cobertura do Imortal FC 7 e do Imortal Grappling Challenge patrocinada pela La Cruz.

Clique aqui para ir para a galeria do Imortal Grappling Challenge. 

Clique aqui para ver as fotos do Imortal FC 7.

Publicado em Últimas Notícias

O Imortal FC retornou após nove meses desde a última edição e realizou um grande evento com o maior público de sua história no Ginásio Max Rosemann em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Augusto Sakai não tomou conhecimento de seu adversário e tratou de resolver logo nocauteando ainda no round inicial de luta seu adversário Tiago Cardoso. No co-evento principal, Leonardo Macarrão e Rogério Santos fizeram um duelo espetacular, com vitória do ex-TUF Brasil no terceiro round por desistência do atleta que representa  BFT em Araucária.

O atleta número 1 do Ranking Nacional de MMA, Shyudi Yamauchi chegou a quarta vitória seguida da carreira - a terceira em 2017 com um nocaute fantástico sobre Jardel Evangelista no primeiro round.

No tira-teima mais aguardado dos últimos tempos, John Allan venceu Rafael Monteiro por nocaute técnico no segundo round.

Com uma finalização no terceiro round, Ricardo Guimarães fez mais uma vítima. Dessa vez foi Guilherme Prescendo. A atleta da Chute Boxe conquistou sua terceira vitória no profissional, somando cinco nocautes e uma finalização em seu cartel.

Outros destaques do evento foram Wellington Turman, Jetron Amaral, Mário Sousa, Tamiray Lacerda e Rodrigo Caiçara.

Veja os resultados do evento:


Imortal Graplling Challenge

SUBMISSION

Eduard Loreny (Gile Ribeiro) e Marcelo Berimbolo (World Strong) empataram.
Alessandro Sabirila (Gile Ribeiro) finalizou Hugo Matheus (OCS) com triângulo.
Ewerton Toniazzo (Giba Team) e Lenardo Bauab (RMNU) empataram.
Dyego Roberto (Chute Boxe) e Junior Balão (Gile Ribeiro) empataram.
André Rudolfo (Zenith) e Everton Rocha (Chute Boxe) empataram.
Leonardo Chocolate (RFT) e Klidson Abreu (Gracie Barra) empataram.
Carston Harris (RFT) e Rodrigo Fajardo (Gracie Barra) empataram.

IMORTAL FC 7

KICKBOXING

David Deruk (Thai Brasil) venceu Gabriel Peixoto (Teixeira Team) na decisão unânime dos juízes.
Josiane Nunes (Striker´s House) venceu Natasha Simon (Black Diamond) na decisão unânime dos juízes.
Sergio Bernardo (Striker´s House) venceu Loibe Neto (Evolução Thai) na decisão majoritária dos juízes.

MMA

Rodrigo Caiçara (MangueBoy) venceu Onofre Felipe (Giba Team) na decisão unânime dos juízes.
Tamiray Lacerda (Gile Ribeiro) finalizou (triângulo de mão) Ciro Drac (Immortal)aos 3:58 do primeiro round.
Mário Sousa (Cães do Ringue) nocauteou Felipe Alves (Teixeira Team) no terceiro round.
Rafael Sadan (Thainaja) venceu Edilnelson Alemão (Área Vip) por nocaute técnico no primeiro round.
João Paulo (Team Bronx) venceu Paulo Macedo (Fight Only) na decisão majoritária dos juízes.
Ricardo Guimarães (Chute Boxe) finalizou (kimura) Guilherme Prescendo (Striker´s House) aos 3:09 do terceiro round.
Jetron Amaral (Striker´s House) nocauteou José Carlos Metal (Noguchi) aos 28 segundos do primeiro round.
Wellington Turman (Gile Ribeiro) venceu Rodrigo Santos (BFT) na decisão unânime dos juízes.
John Allan (Chute Boxe) venceu Rafael Monteiro (Galla) por nocaute técnico no segundo round.
Shyudi Yamauchi (Yamauchi Team) venceu Jardel Evangelista (Noguchi) por nocaute técnico no primeiro round.
Leonardo Macarrão (KingsMMA) venceu Rogério Santos (BFT) por desistência no terceiro round.
Augusto Sakai (Gile Ribeiro) venceu Tiago Cardoso (SP) por nocaute técnico no primeiro round.

Publicado em Últimas Notícias
Segunda, 13 Novembro 2017 07:48

Show de imagens do Terral Fight 4

CLIQUE AQUI para conferir os melhores momentos do Terral Fight 4 em imagens, evento que aconteceu em Curitiba na Fundação Celepar no último sábado, dia 11 de novembro. As fotos são de autoria do fotógrafo Admo Santos.

Publicado em Últimas Notícias

No último sábado, dia 11 de novembro, a Fundação Celepar em Curitiba recebeu a quarta edição do Terral Fight, evento produzido por Gastão Oliveira e que trouxe combates de MMA, Kickboxing e Submission. Na luta principal, Leandro "Costelinha" derrotou Thiago "Rampage" com um mata-leão no segundo round. Na melhor luta da noite, duelo de Kickboxing profissional, Otacílio "Cena" superou Italo "Sabotage" vencendo por nocaute técnico no segundo round. 

No GP até 73 Kg de Submission, vitória de "Casquinha" após superar dois adversários na mesma noite. Veja os resultados completos:

TERRAL FIGHT 4
Sábado, 11 de novembro de 2017
Fundação Celepar - Curitiba / PR

SUBMISSION

52 Kg: Jaqueline "Zangadinha" (Chute Boxe) finalizou (guilhotina) Gabriela "Gabs" (ABMT).
64 Kg: Kethylen Rothenburg (Bellators) venceu Mariane Souza (Pro Ação) na decisão do árbitro.

KICKBOXING AMADOR

65 Kg: Fernando Braga (Golden Boys) venceu Douglas (King Shark) na decisão unânime dos juízes.
63 Kg: Henrique Massa (ABMT) venceu Juliano Faria (Golden Boys) por nocaute técnico no primeiro round.
70 Kg: Ricardo Hansen (ABMT) venceu Lucas Felipe Carlotto (Killer Bees)  na decisão dividida dos juízes.
58 Kg: Bruno Maranhão (Teixeira Team) venceu Bruno Andrio (ABMT) na decisão unânime dos juízes.
77 Kg: Cristiano Kramer (ABMT) venceu Guilherme Bebezão (Chute Boxe) na decisão unânime dos juízes.
55 Kg: Lucas Cardoso (Evolução Thai) venceu Célio Nenê Monge (Chute Boxe) na decisão unânime dos juízes.

GP Submission 73 Kg - Semifinal:

Casquinha finalizou Bruno (chave de pé).
Ozires venceu Irmeson na decisão do árbitro.

MMA AMADOR

Nathan Maia (Pro Ação) venceu Cleiton Zumbi (CM System) por nocaute técnico no terceiro round.

MMA PROFISISONAL

105 Kg: Marck Polimeno (RM Fight) venceu Romário Arantes (Bull Terrier) por W.O.

GP Submission 73 Kg - Final:

Casquinha vencu Ozires (decisão do árbtitro)

KICKBOXING PROFISSIONAL

72 Kg: Otacílio Cena (King Shark) venceu Italo Sabotage (Evolução Thai) por nocaute técnico no segundo round.

MMA PROFISSIONAL:

72 Kg: Eber Germano (Cercfit) finalizou (arm lock) Andiomar Sagat (RM Fight Team) no primeiro round.
57 Kg: Willian Ferreira (Golden Boys) finalizou (mata-leão) Fernando Lima (Prom Ação) no primeiro round.
66 Kg: Jean Inácio (OCS) finalizou (triângulo) Pedro Silva (Passos Pro Team) no primeiro round.
57 Kg: Leandro Costelinha (ABMT) finalizou (mata-leão) Thiago Rampage (Golden Boys) no segundo round.

Publicado em Últimas Notícias

Comentários

Revista Digital

A Edição 26 da Revista digital da Primeiro Round trás uma matéria especial  com a votação dos melhores do Ano no Paraná. Acompanhe!

Filtrar notícias por data:

« Novembro 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      

Blogs - Primeiro Round

 

 

  


Banner

Publicidade: